Observatório Safira: Evolução da Participação da Eólica – Safira Energia

Observatório Safira: Evolução da Participação da Eólica

Segundo dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a capacidade instalada de usinas eólicas no Brasil atingiu 14,4 GW em 2018, o que representa uma impressionante taxa de expansão de 45% ao ano nos últimos 10 anos. Com isso, fonte eólica representou, no final de 2018, cerca de 9% do total instalado da matriz elétrica brasileira, colocando o Brasil entre os 7 países com maior capacidade instalada dessa fonte no mundo.

Além da capacidade instalada, a eólica tem apresentado significativa participação no total efetivamente gerado de energia no Sistema Interligado Nacional. Segundo dados do ONS, a fonte foi responsável por 8,3% do total gerado em 2018, apresentando pico de 12% no mês de setembro, no qual a sazonalidade é bem favorável. Tendo em vista que nos meses de maior geração eólica é onde se verifica o ápice do período seco, é notório o benefício da fonte para o sistema, uma vez que a complementaridade com a hidrelétrica é nitidamente pronunciada.
A energia eólica teve sua gênese no País no final da década de 1990, utilizando projetos pioneiros de baixa capacidade. O impulso maior veio a partir de 2006, com o advento do PROINFA (Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica), que foi criado pelo governo com o objetivo de estimular a expansão de fontes renováveis na matriz elétrica brasileira. Embora tenha sido bem sucedido, foram necessários alguns anos para que a queda nos custos gerasse competitividade suficiente para a fonte poder se desenvolver com maior intensidade.
Para a promoção maior da fonte, o governo começou a realizar leilões regulados com a inserção especial da eólica. Isso ocorreu a partir de 2009, onde foi realizado o 2º Leilão de Energia de Reserva, que foi exclusivo para a fonte. Depois desse certame, foram realizados outros 19, totalizando contratação de 7,5 GW médios para o mercado regulado e o de reserva.
A expansão da fonte eólica deverá continuar nos próximos anos, visto que ela se tornou a mais competitiva na matriz e há um enorme potencial a ser explorado no País. O Plano Nacional de Expansão de Energia Elétrica (PDE) projeta que em 2027 a eólica atinja capacidade instalada de 26,7 GW, correspondendo a 12% do total do sistema. Com a evolução da tecnologia dos geradores e aumento da altura das torres nos últimos anos, o potencial eólico tem sido frequentemente revisto, sendo que os estudos mais recentes indicam potencial em torno de 350 GW no País, evidenciando que ainda há um grande espaço para a fonte nas próximas décadas.

Safira Energia

Safira Energia

Safira Energia há mais de dez anos. Dentro do universo complexo do Mercado Livre de Energia

Compartilhe